quarta-feira, 14 de agosto de 2013

A DENSIDADE DA MATÉRIA NO INTERIOR DAS ESTRELAS

As estrelas são corpos que emitem luz própria. São diferentes, por exemplo, da Lua, que apenas reflete a luz do Sol. Comparadas com a Terra, as estrelas são normalmente muito maiores. O Sol, que é a estrela mais próxima de nós, apesar de ter um tamanho médio em relação às outras estrelas, apresenta um diâmetro 110 vezes superior ao da Terra. Todas as estrelas acabam. Quando todo o seu combustível (que é o hidrogênio) for consumido (é daí que vem sua luz), elas começam a esfriar. O tempo de vida varia de uma estrela para outra, mas é sempre em torno de bilhões de anos. A morte de uma estrela pode levá-la a transformar-se em uma anã branca, em um pulsar (também conhecido como estrela de nêutrons) ou ainda em um buraco negro, conforme o valor de sua massa. As estrelas menos massivas (com massa menor), como é o caso do Sol, tendem a transformar-se em anãs brancas. Estrelas mais massivas costumam transformar-se em buracos negros. Uma anã branca é uma estrela mais ou menos do tamanho da Terra. Tente imaginar a diminuição de volume necessária para que uma estrela se transforme em uma anã branca. Essa diminuição de volume vem acompanhada de um enorme aumento de densidade. Assim, no interior de uma dessas estrelas, a densidade chega a 100 toneladas por centímetro cúbico. Os pulsares, ou estrelas de nêutrons, são estrelas de volume reduzido, com raio equivalente à extensão do estado de São Paulo, ou menos, podendo atingir apenas algumas dezenas de quilômetros. A densidade no pulsares pode chegar ao incrível valor de 100 milhões de toneladas por centímetro cúbico. Os buracos negros são estrelas que sofreram uma contração tão violenta, que a matéria em seu interior passou a ter propriedades completamente diferentes das conhecidas. Aguardam-se ainda novas descobertas dos cientistas nessa área. Mas algo de extremamente curioso acontece com essas estrelas. A gravidade em sua superfície é tão extraordinariamente grande que ela chega a impedir a saída da luz. Daí o nome buraco negro; trata-se de um astro que não emite luz alguma, sendo, portanto, negro. TEMA: A DENSIDADE DA MATÉRIA NO INTERIOR DAS ESTRELAS As estrelas são corpos que emitem luz própria. São diferentes, por exemplo, da Lua, que apenas reflete a luz do Sol. Comparadas com a Terra, as estrelas são normalmente muito maiores. O Sol, que é a estrela mais próxima de nós, apesar de ter um tamanho médio em relação às outras estrelas, apresenta um diâmetro 110 vezes superior ao da Terra. Todas as estrelas acabam. Quando todo o seu combustível (que é o hidrogênio) for consumido (é daí que vem sua luz), elas começam a esfriar. O tempo de vida varia de uma estrela para outra, mas é sempre em torno de bilhões de anos. A morte de uma estrela pode levá-la a transformar-se em uma anã branca, em um pulsar (também conhecido como estrela de nêutrons) ou ainda em um buraco negro, conforme o valor de sua massa. As estrelas menos massivas (com massa menor), como é o caso do Sol, tendem a transformar-se em anãs brancas. Estrelas mais massivas costumam transformar-se em buracos negros. Uma anã branca é uma estrela mais ou menos do tamanho da Terra. Tente imaginar a diminuição de volume necessária para que uma estrela se transforme em uma anã branca. Essa diminuição de volume vem acompanhada de um enorme aumento de densidade. Assim, no interior de uma dessas estrelas, a densidade chega a 100 toneladas por centímetro cúbico. Os pulsares, ou estrelas de nêutrons, são estrelas de volume reduzido, com raio equivalente à extensão do estado de São Paulo, ou menos, podendo atingir apenas algumas dezenas de quilômetros. A densidade no pulsares pode chegar ao incrível valor de 100 milhões de toneladas por centímetro cúbico. Os buracos negros são estrelas que sofreram uma contração tão violenta, que a matéria em seu interior passou a ter propriedades completamente diferentes das conhecidas. Aguardam-se ainda novas descobertas dos cientistas nessa área. Mas algo de extremamente curioso acontece com essas estrelas. A gravidade em sua superfície é tão extraordinariamente grande que ela chega a impedir a saída da luz. Daí o nome buraco negro; trata-se de um astro que não emite luz alguma, sendo, portanto, negro. ATIVIDADES 1) O texto nos apresenta: (a) a formação do Universo e do Sistema Solar. (b) como um buraco negro se transforma em uma estrela. (c) o futuro das estrelas, que assim como nosso Sol, um dia se acabará. 2) De acordo com o texto, as estrelas acabam devido: (a) ao consumo de todo hidrogênio presente em sua superfície. (b) a queima de material orgânico, presente nas floretas existentes no Sol. (c) a presença de luz própria nas estrelas, com massa superior ao diâmetro da Terra. 3) Quanto a presença de luz, podemos considerar: (a) Sol e Lua, possuem luz própria. (b) Sol possui luz própria e a Lua, não. (c) Sol e somente a Lua Cheia, possuem luz própria. Já nas demais fases da Lua ocorrem à ausência de luz própria. 4) Quando morre, uma estrela pode formar: (a) a morte de uma galáxia. (b) um novo universo. (c) uma anã branca, um pulsar ou ainda um buraco negro. 5) De acordo com o texto, nosso Sol se transformará em: (a) um buraco negro, com luz própria. (b) uma anã branca. (c) lua cheia todos os dias. 6) Podemos considerar que uma anã branca se trata de: (a) uma estrela com pouca massa, que morreu. (b) um planeta chamado Sol, que se transformou num buraco negro. (c) uma estrela chamada pulsar. 7) Dentro de um pulsar encontramos uma densidade: (a) superior ao tamanho de nosso Sol. (b) incrível de 100 milhões de toneladas por centímetro cúbico. (c) igual ao tamanho da Terra.

O QUE É UM PULSAR OU UMA ESTRELA DE NÊUTRONS

Na década de 60, alguns cientistas que estudavam o céu com radiotelescópios notaram a existência de alguns corpos celestes que não emitiam radiação continuamente, como o Sol e outras estrelas, mas de modo periódico, ou seja, com intervalos de tempo rigorosamente constantes. De inicio pensaram tratar-se de sinais de seres extraterrestres, mas com o tempo ficou claro que era uma nova espécie de estrela, até então desconhecida. Como emitiam radiação em pulsos, ou seja, de tempos em tempos receberam o nome de pulsares. Um famoso pulsar é a estrela que se encontra no meio da nebulosa de Caranguejo, na Constelação de Touro. Ela é o que sobrou da violenta explosão de uma estrela supernova, observada a olho nu pelos chineses em 1054 d.C. Mais tarde, esses corpos celestes passaram a ser conhecidos também como estrelas de nêutrons. Com o progresso dos conhecimentos sobre a origem e a evolução das estrelas, os astrofísicos chegaram a conclusão de que os pulsares são estrelas formadas basicamente por nêutrons. Estranho? No entanto, hoje sabemos que, se comprimirmos com intensidade suficiente um próton e um elétron, poderemos obter um nêutron. Algumas estrelas passam, no seu ciclo de vida, por violentíssimos processo de compressão. Em algumas, ela atinge um ponto tal, que o imenso espaço vazio entre os elétrons, deixa de existir. Acontece então a fusão dessas duas partículas, que se transformam em nêutrons. Temos então, uma nova estrela de nêutrons ou um pulsar brilhando no céu. Evidentemente com isso há uma diminuição brutal no seu diâmetro. Para dar uma idéia da dimensão dessa mudança, uma estrela maior que o Sol se transformaria num pulsar de 10 Km, com uma densidade, absurda, de ordem de 10 elevado a 8 ton/cm3. Quando se forma um pulsar, que é na verdade um estrela no fim da vida, a radiação que ela emite diminui muito e não ocorre em toda a sua extensão, mas apenas em algumas áreas. Como ela gira muito rapidamente, para nós, observadores da Terra, fica a impressão de que a emissão é descontinua. Os pulsares lembram aquelas lanternas giratórias, instaladas em carros de polícia, bombeiros e ambulâncias. Quem os observa de longe tem a impressão de que eles estão piscando, pois só recebem luz de tempos em tempos. Na realidade, só um dos lados emite luz e a recebemos apenas quando esse lado está voltado para nós. QUESTÕES PARA PESQUISA: 1) Pesquise em seu livro didático ou dicionário a definição das palavras abaixo e escreva em seu caderno: a) elétron. b) próton. c) nêutron. d) nebulosa. e) constelação. 2) Qual é o assunto tratado pelo texto? Em qual ramo de estudo se encaixa tal pesquisa científica? 3) De acordo com o texto quem foram os primeiros povos a observar esse fenômeno no céu. Em que época isso ocorreu? Que idéia tinham desses acontecimentos, que observavam no céu? 4) Explique o que é uma estrela de pulsar, e qual a diferença existente entre esta, e nosso Sol. 5) Como se formam as estrelas de nêutrons? 6) Como os pesquisadores explicam cientificamente a formação de uma estrela de nêutron? 7) Se observarmos uma estrela de nêutrons no céu, como a veremos? Explique sua resposta. 8) Como pode ocorrer a formação de um nêutron a partir de um elétrons e um próton? Explique esse processo (Se necessário pesquise em seu livro didático – Estados Físicos da Matéria – ou dicionário). 9) Comente o que podemos concluir sobre a densidade da matéria num pulsar. 10) Comente sua opinião quanto a nossa (Brasil) educação e tecnologia, quando comparada com a descoberta, estudo e pesquisa desse fenômeno pelos primeiros povos à observá-la.

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

TIPOS DE ROCHA

Rocha é um agregado natural de minerais. Os minerais são substâncias naturais que se formam na crosta terrestre.
Certas rochas apresentam apenas um mineral em sua constituição; é o caso do mármore, formado por um mineral chamado de calcita. Mas, a maioria das rochas apresenta vários tipos de minerais; é o caso do granito, formado por três tipos de minerais: quartzo, feldspato e mica.
São três os tipos de rochas existentes em nosso planeta:
a) magmática ou ígnea: que vem do magma (dos vulcões). Estas são as rochas mais antigas que se formaram na crosta terrestre.
b) sedimentares ou estratificadas: se apresentam em camadas ou estratos, podendo muitas vezes conter fósseis de animais e vegetais.
c) metamórficas: resultam da transformação de rochas magmáticas, de rochas sedimentares ou mesmo de outras rochas metamórficas. Isto ocorre devido às fortes pressões e calor intenso liberado pelo magma. Essa rocha, então, terá sua estrutura alterada, isto é, os minerais que a formam serão novamente ordenados ou arranjados de maneira diferente.

ATIVIDADES
1) Maneiras pelas quais as rochas magmáticas são formadas:
(a) externas e intrusivas.
(b) magma e sedimentos.
(c) ígneas ou estratificadas.

2) Tipo de rocha magmática formada pelo vagaroso resfriamento do magma ainda dentro da rocha:
(a) ígnea.
(b) intrusivas.
(c) externas.

3) Tipo de rocha magmática formada por quartzo, feldspato e mica:
(a) pedra ígnea.
(b) granito.
(c) externas e internas.

4) Apesar de ser porosa, essa rocha magmática é usada para limpar e amaciar a pele:
(a) pedra granito.
(b) ígneas.
(c) pedra-pomes.

5) Podemos concluir por estratificada, as rochas:
(a) sem minerais em seu interior.
(b) que se apresentarem arranjadas em camadas regulares o estratos – podendo muitas vezes conter fósseis de animais e vegetais.
(c) que saem diretamente dos vulcões, que ao se misturarem com as cinzas, formam labaredas de fogo.

6) Em Vila Velha (PR), existe um conjunto de esculturas esculpidas pela ação dos ventos e das chuvas, em rochas que apresentam camadas. Podemos classificar esse tipo de rocha como sendo:
(a) ígneas.
(b) metamórficas.
(c) estratificadas.

7) Sr. Antero quer colocar em sua casa um bancada de granito. Isso nos indica que Sr. Antero utilizará um tipo de rocha:
(a) magmática ou ígnea.
(b) sedimentar ou estratificada.
(c) metamórficas.

8) Um cientista de universidade brasileira, é especialista no estudo do solo. Ultimamente sua pesquisa está baseada em fósseis pré-históricos brasileiros. Com tal informação podemos garantir que o cientista tem realizado suas pesquisas em qual tipo de rocha:
(a) magmática ou ígnea.
(b) sedimentar ou estratificada.
(c) metamórficas.

9) Sr. Campos colocou em sua varanda um pedra natural chamada ardósia. Ao observar a composição da pedra verificou que esta apresenta diferentes transformações, próprios de sua origem. Com isso, ele pode confirmar que essa rocha é do tipo:
(a) sedimentar.
(b) estratificada.
(c) metamórficas.

A CHATA OU AS BARATAS

A CHATA OU AS BARATAS

Esta noite tive um sonho. Sonhei que os cachorros, gatos, peixes, pássaros, moscas, baratas, todos tinham a voz ardida da minha Irmã mais nova, a Juvência.
No sonho, todos os bichos começaram a se manifestar ao mesmo tempo: o cachorro latia, o gato miava, as moscas zumbiam, as baratas corriam e os peixes nadavam. Eu queria fugir, mas as pernas não me obedeciam. Foi quando as baratas descontroladas e cegas começaram a subir em meus pés descalços... Ai!
Abri a boca para gritar, apavorado, mas a voz não saia, e quando saiu era igual à voz da chata da minha irmã, que de repente entrou no meu sonho e falou:
-- ACORDA, VAMOS BRINCAR!
Pulei da cama e, quando à vi acordada em cima do meu pé, no lugar das baratas, confesso: até que gostei...
Pensando bem, minha irmã não é assim tão ruim como parece.

1. Os bichos que, no sonho do narrador, tinham a voz igual à da Juvência eram:
(a) os cachorros, gatos e peixes.
(b) os cachorros, gatos, peixes e pássaros.
(c) os cachorros, gatos, peixes, pássaros e moscas.
(d) os cachorros, gatos, peixes, pássaros, moscas e baratas.

2. Você entende que, no sonho, o narrador ficou apavorado, sem voz, porque:
(a) as baratas começaram a subir em seus pés.
(b) os bichos tinham a mesma voz ardida da irmã.
(c) a irmã não era assim tão ruim.
(d) a irmã entrou em seu sonho e falou.

3. A frase Foi quando as baratas descontroladas e cegas começaram a subir em meus
pés descalços... e as reticências (...) mostram que as baratas:
(a) pararam de subir nos pés do menino.
(b) continuaram a subir, subir, subir.
(c) fugiram assustadas.
(d) ficaram cegas de repente.

4. O texto A chata e as baratas foi escrito para:
(a) explicar por que as crianças sonham.
(b) ensinar que irmãos não devem brigar.
(c) contar uma história divertida.
(d) provar que as crianças são sempre medrosas.

5. Um título que também combina com o texto é:
(a) a voz dos bichos.
(b) o fim de um pesadelo.
(c) os bichos que eu amo.
(d) um lindo sonho.

Releia este trecho para responder às questões 6 e 7:
“Abri a boca para gritar, apavorado, mas a voz não saía, e quando saiu era igual à voz da chata da minha irmã, que de repente entrou no meu sonho e falou”:
— ACORDA, VAMOS BRINCAR!

6. A frase — ACORDA, VAMOS BRINCAR! , escrita em letras maiúsculas e o ponto de
exclamação (!) mostram que Andréia estava
(a) assustada.
(b) nervosa.
(c) triste.
(d) animada.

7. As frases destacadas, em negrito, no trecho acima representam a fala
(a) do narrador.
(b) de Juvência.
(c) de um dos bichos.
(d) da mãe das crianças

quinta-feira, 16 de junho de 2011

TEMA: DONA JOANINHA

PARTE I – TEXTO PARA INTERPRETAÇÃO
TEMA: DONA JOANINHA
Olá, eu sou a Dona Joaninha, tenho seis patinhas que me levam por aí.
Na minha cabeça tenho duas antenas para sentir o cheiro e gosto das coisas.
Minha comida preferida são outros insetos, alguns destes insetos que servem para me alimentar fazem mal às plantas.
Por isso muitos agricultores, aquelas pessoas que plantam e colhem, acham que eu sou benéfica, pois eu ajudo a diminuir o número de pragas e as plantinhas crescem felizes e dão muitos frutos.
Eu posso viver até cento e oitenta dias, cerca de seis meses, mas não sei se vou viver tanto assim, é que tem muito agricultor e até mesmo nas casas das pessoas, que passam veneno nas plantas, os chamados agrotóxicos, para matar os insetos que prejudicam as plantas e eu, que não faço mal a ninguém, acabo morrendo também.
Eu acho que não deveriam usar tanto veneno assim, eu e muitos outros insetos amigos meus, ajudam a acabar com várias pragas.
Os agricultores podiam nos contratar para acabar com os inimigos das plantas, ia ser melhor para todo mundo, inclusive para o próprio ser humano, já que não ia ter veneno na comida que ele come.
Mas já que isso nem sempre acontece, é bom lavar muito bem todas as verduras antes de comer, isso para ninguém correr o risco de ficar doente ou intoxicado.

PARTE II – QUESTÕES PARA INTERPRETAÇÃO
1) Qual é o nome do inseto descrito no texto?
2) Quantas patas a joaninha tem?
3) Onde ficam as antenas da joaninha?
4) Qual é a comida preferida da joaninha?
5) Até quantos meses a joaninha pode viver?
6) Como são chamados os venenos que os agricultores passam nas plantas?
7) Para diminuir os riscos de alguém ficar doente, o que é necessário fazer com as verduras antes de comer?

TEMA: UM TECIDO CHEIO DE ENERGIA

PARTE I - TEXTO PARA INTERPRETAÇÃO

UM TECIDO CHEIO DE ENERGIA
Sabemos da existência de vários tipos de tecidos conjuntivos. Um deles, chamado tecido adiposo, armazena gorduras, substâncias que poderão ser utilizadas para fornecer energia ao organismo, caso seja necessário.
No interior das células do tecido adiposo existe uma reserva de gordura; de maneira geral, essa gordura é obtida com o alimento ou então aparece a partir da transformação de açucares disponíveis no alimento utilizado.
Os animais que hibernam passam longo período em repouso absoluto, num sono profundo, durante o qual, evidentemente, não se alimentam. A energia necessária para a sobrevivência desses animais é obtida a partir das gorduras armazenadas no seu tecido adiposo, que são repostas, mais tarde, quando eles voltam à sua atividade normal.
De maneira semelhante, quando uma pessoa faz uma dieta para emagrecer, ela diminui a ingestão de açucares, fornecedores de energia. Assim, seu organismo é obrigado a usar a gordura armazenada no tecido adiposo para obter energia, e isso faz com que a pessoa emagreça.
Outro papel interessante das gorduras se refere ao isolamento térmico. Um tecido adiposo abundante, localizado debaixo da pele, impede a perda de calos por irradiação. Portanto, é fácil entender de que maneira as aves e os mamíferos que vivem em regiões muito frias conseguem manter sua temperatura corpórea constante (chamados animais homeotermos). Em animais como focas, ursos polares e baleias há uma grossa camada de gordura na hipoderme, que impede a perda de calor do corpo para o ambiente gelado.

PARTE II - QUESTÕES PARA INTERPRETAÇÃO
(1) O texto faz referencia a dois papeis principais das gorduras no homem. Assim, podemos citar:
(a) tornar o homem magro em gordo, e vice versa.
(b) a reserva de energia e manutenção da temperatura corporal.
(c) a importância da reserva de gordura para o homem que hiberna.

(2) Qual o motivo que leva uma pessoa praticante de esporte, mas que come muito doce a engordar:
(a) devido à prática errada do esporte.
(b) na verdade, a gordura corporal nada tem a ver com a prática de esporte.
(c) isso ocorre, porque, os açucares da dieta se transformam em gordura.

(3) Qual a relação do tecido adiposo com a hibernação dos animais:
(a) fornecimento de energia.
(b) facilitar a prática de esportes, por esses animais.
(c) somente, para transformá-los em animais em obesos.

(4) De acordo com texto, o tecido adiposo é rico em:
(a) todos os animais existentes em nosso planeta.
(b) gordura, cuja função é a reserva energética e manter a temperatura corporal.
(c) gordura, cuja função é transformar todos os seres vivos em obesos.

(5) Classificamos o tecido adiposo como sendo um tecido:
(a) conjuntivo. (b) nervoso. (c) gorduroso.

(6) Os sapos são anfíbios e adoram uma água. Porém são incapazes de sobreviver em locais frios da Terra. Isso ocorre por que:
(a) são animais homeotermos, o que garante a sua vida em qualquer lugar do planeta.
(b) apesar de serem animais, estes, não são capazes de armazenar gordura o suficiente para hibernar e manter a temperatura do corpo constante.
(c) sapos não são anfíbios, mas sim pequenos animais classificados como homeotermos.

(7) D. Lica é uma mulher bastante obesa, ela chega a pesar, com seus 1,50 m, 130 quilos. Ao visitar um médico, D. Lica, saiu com uma listinha do que deveria restringir em sua dieta diária. Com certeza nesta lista os itens mais suprimidos foram:
(a) os alimentos ricos em gordura e açucares.
(b) os ovos, pois estes possuem colesterol.
(c) o refrigerante diet e light.

(8) O jogador Neymar do Santos Futebol Clube, entrou em uma dieta rigorosa, nesta segunda quinzena de Março/2011. Ele deverá fazer seis refeições por dia, com direito à hambúrgueres livres todos os dias. Com isso, espera-se que o jogador:
(a) possa hibernar.
(b) adquira alguns quilos a mais.
(c) se alimente bem, pois só assim, conseguirá ir jogar na Europa.

(9) Já o ex-jogador do Corinthians, Ronaldo “O Fenômeno”, ficou conhecido como “Ronalducho”; por estar fora de forma, ou seja, com seu peso acima do normal. Com isso, podemos concluir que:
(a) “Ronalducho” está velho para jogar futebol.
(b) seu tecido adiposo, está repleto de gordura.
(c) isso ocorreu, porque Ronalducho se aposentou.

(10) Recentemente foi noticiado, casos em que manequins morriam de magreza extrema, pois não se alimentavam direito. Podemos concluir que a falta de tecido adiposo causou nessas pessoas:
(a) falta de energia e também comprometimento do sistema das condições térmica do organismo.
(b) a própria falta de gordura, ficando a pessoa própria para a hibernação.
(c) alta reserva de energia e conseqüentemente um calor intenso, devido ao desequilíbrio das condições térmica do organismo.

MÚSICA: "PLANETA AZUL"

PARTE I - TEXTO PARA LEITURA E INTERPRETAÇÃO
MÚSICA: "Planeta Azul" de Xitãozinho e Xororó

A vida e a natureza sempre à mercê da poluição...
Se invertem as estações do ano
Faz calor no inverno e frio no verão
Os peixes morrendo nos rios
Estão se extinguindo espécies animais

E tudo que se planta, colhe
O tempo retribui o mal que a gente faz

Onde a chuva caía quase todo dia
Já não chove nada
O sol abrasador rachando o leito dos rios secos
Sem um pingo d'água

Quanto ao futuro inseguro
Será assim de norte a sul
A terra nua semelhante à lua
O que será desse Planeta Azul?

O rio que desce as encostas já quase sem vida
Parece que chora um triste lamento das águas
Ao ver devastada a fauna e a flora

É tempo de pensar no verde
Regar a semente que ainda não nasceu
Deixar em paz a Amazônia, perpetuar a vida
Estar de bem com Deus!

PARTE II - QUESTÕES PARA INTERPRETAÇÃO

1) Comente a intenção do autor da música ao escrever essa mensagem.

2) Segundo o autor a natureza está a mercê da poluição. Seria este o verdadeiro motivo pelo qual a natureza está sendo destruída? Qual seria a participação do homem nesta situação?

3) Analisando as situações abaixo, você percebe esses acontecimentos na atualidade? Como?

“Se invertem as estações do ano...”
“Faz calor no inverno e frio no verão...”
“Os peixes morrendo nos rios...”
“Estão se extinguindo espécies animais”

4) O que significa no texto:
a) “E tudo que se planta, colhe”
b) “O tempo retribui o mal que a gente faz”

5) Por que o autor faz comparação entre o futura da Terra com a situação da Lua?
“A terra nua semelhante à lua”

6) O que significa o rio estar chorando ao ver devastada a fauna e a flora?

7) Na opinião do autor o que se deve fazer para salvar a natureza?

8) Você acredita que a destruição da natureza pode interferir em sua vida? Como? O que podemos fazer para melhorar essa situação?

9) O que você pensa sobre essa mensagem?